Eu ainda existia dentro de mim e não percebia!

Estou com uma pulsão para escrever! Desde ante-ontem, tenho vontade de escrever sem parar… até cantei, ontem! Bem, eu já vinha há algum tempo, retornando a mim, mesmo…  e isso me fez cantar algumas vezes…. infelizmente, perdi a voz. Pior que isso, quando tento cantar, alguns sons não saem e no lugar deles, sinto uma DOR na garganta! Dor, mesmo.. como se minha garganta tivesse se deteriorado ao ponto de ser impossível usar algumas partes dela, ou combiná-las de determinada forma. Mesmo, assim, estúpido que sou, creio que poderei regenerá-la! Creio que ainda poderei cantar…  e de tão demente, ainda acho que posso vir a cantar melhor que antes!
Mas não era sobre cantar que queria falar… era sobre escrever! É uma insanidade, isso! Estou com pulsão para escrever! Logo, significa que quero expressar muitas coisas, mas, agora, quero escrever sobre nada! Apenas, sobre esta pulsão!

Ela foi desencadeada pela Anja.. apocalíptica, sinovial, solenóide, sísmica…. ela extrai da minha mente, todas aquelas palavras lindas que significam mudanças radicais, poderosas e de extrema violência (em termos de contraste entre situações)… hecatombe! Catástrofe, terremoto, abalo sísmico, explosão, erupção vulcânica!

– Impetuoso; fogoso; à força. Tumultuoso. Veemente. Irascível. Arrebatado. Intenso. Brutal. -> Revolução!
Desencadeou-se em mim, uma reação atômica! Emerge de mim, eu mesmo! Como nunca d’antes! Sim, sim, este processo já deveria estar anunciado…. as sucessivas mudanças em minha vida, nos últimos tempos, foram preparativos para este momento! Mas eu não tinha consciência de que ele viria! Quiçá que seria, já!
Quase não creio!
Em minha vida, muitas foram as decepções, as falências, as situações idiotas, absurdamente idiotas, em que algo “quase” foi… Tudo o que parecia maravilhoso, sempre falhava no último instante. E isso é de uma angústia sem tamanho! Pq não falhava, logo de cara? Pq tinha que levar-me pela maldita esperança por longo caminho até que tudo se perdesse, SÓ no último instante? Que maldito diabo vive a divertir-se comigo????
Acostumado a isso, agora, diante do IMPOSSÍVEL, do IMPROVÁVEL, do INEXISTENTE, INACREDITÁVEL, só posso estar sendo vítima dEle, novamente…
Sou impelido a pensar que mais este Titanic há de naufragar – e  em breve! Talvez, hoje!
Mas eu sempre fui até o fim… eu nuca desisto!
Eu já havia desistido, de certa forma, é fato…. já havia me conformado com o peso do mundo… já havia aceitado que teria que viver de outro jeito.
Mas surge esta COISA! Este absurdo! Esta, esta… esta coisa sem palavra para definir! Some os significados de todas aquelas palavras fortes que escrevi ali acima, mais os significados de megalomania, originalidade, absurdo, onírico, sensualidade, ruptura, paradigma, revolução.
Sinto-me muito impelido a jogar-me nisso…. nem que seja para ver a caravela naufragar à dois metros da praia!
Anúncios

Uma resposta to “Eu ainda existia dentro de mim e não percebia!”

  1. Gabi Says:

    Coragem, pois so´ consegue, quem tenta!!!!
    E tudo que iniciamos, um dia, sera terminado, embora o 100% nao exista, vamos entao buscar a melhora, o saber e o amor!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: