Archive for dezembro \19\UTC 2012

Tolilces do comportamento humano

19 dezembro 2012

Um casal se conhece em um tipo de evento dos que, geralmente, vão (bar, teatro, show, parque….), começam a namorar e param de sair para estes mesmos eventos. Com o tempo, a relação se desgasta e perde a graça. Algumas destas pessoas, elas próprias, se negam a participar de eventos “achando” que o cônjuge “não vai gostar”.
Separam-se, alegando que a culpa é do outro que lhes privava da vida social.

Um homem tem várias relações pouco aprofundadas;
Uma menina interessa-se por ele e não oculta isto. Publicamente, lhe dispensa atenção e carinho;
Ele passa a dar-lhe pouca atenção e “tira sarro” dela, com os “amigos”.

Alguém relaciona-se com outrém e acha que a outra pessoa só pode “provar” seu amor, se resitir à provações;
Esta pessoa trata seu cônjuge com pouca delicadeza e faz-lhe poucas gentilezas;
“Proíbe” {como se isso pudesse existir!!!} seu cônjuge de fazer isso ou aquilo, de vestir-se de determinada maneira, de freqüentar alguns lugares ou de relacionar-se com determinadas pessoas.
Um dia este cônjuge se cansa e vai embora.

Uma mulher sempre foi tratada sem muita “importância” por seus cônjuges… relações “medianas” ou, meramente, físicas, satisfeitas pela estética. Superficiais;
Alguém surge e ENCANTA-SE por ela, vê nela o que ninguém viu e lhe revela isto!
Ela não acredita e o rechaça.

Uma pessoa que só tem relações efêmeras, demonstra interesse por outra. Esta outra, julgando a índole daquela, não crê na veracidade de tais sentimentos e não se permite vivenciar a experiência, mesmo tendo interesse.
Perde uma oportunidade.

Alguém me explica?

Anúncios