Ciúme

Ô palavrinha demoníaca.

Discutindo com o Rolf sobre isso, sustentei que não sinto essa coisa aí.
Digo que há outros dois sentimentos que se disfarçam disso, a saber: Inveja e insegurança.
Isso porque ou sentimos uma angústia tal quando quem nos interessa dispensa mais atenção a outrém do que a nós [então sentimos inveja] ou porque angustía-nos quando a pessoa que com quem nos relacionamos possa estar dedicando mais atenção a outrém, do que a nós [então sentimos insegurança].
Sim, eu já fui inseguro e um “merda” em ocasiões doentias [beeem doentias] do passado… odeio lembrar disso. Mas, cresci e passei desta fase.
Há cerca de treze ou quatorze anos eu me curei dessa doença maldita da insegurança [graças a uma MULHER MARAVILHOSA com quem namorei e que elevou meu grau de auto-estima a níveis extratosféricos – tipo assim: se ESTA mulher me AMA, eu também posso ser “O MÁXIMO”!!!!] – até hoje não sei por que não me casei com ela!!
Restou a situação em que posso sofrer de “inveja”. Esta situação ocorre quando eu estou interessado em alguém e a pessoa ainda não “ficou” comigo.

Até que eu consiga “ficar” com a pessoa [ficar no sentido amplo e profundo da palavra] então estou em desvantagem…. pode acontecer de eu não conseguir ficar com a pessoa por ela acabar se envolvendo com outra pessoa. Neste ponto sinto “ciúme” de outros que possam estar à sua volta e tal.
Mas, tão logo eu consiga “ficar” com a pessoa eu atinjo meu estado de segurança.
Não… não é uma pretensão [embora haja uma boa carga disso] é apenas pelo fato de que, a partir deste momento, a pessoa pode ESCOLHER.
Sabedora, ela, de qual grau de satisfação atingimos um com o outro, supondo que eu ainda esteja acreditando nesta relação (porque algumas vezes, a gente muda de idéia depois de algum tempo juntos, depois de certas descobertas, sensações….), poderá escolher entre expandirmos ou deixar pra la.

Mas veja, chegado este momento, resta-me apenas regozijar-me com a continuidade ou lamentar seu fim.

O tal do ciúme de que  falam é um doença nojenta, podre, mesquinha que está associada à síndrome de inferioridade…. pq pra mim a coisa mais humilhante e sem sentido é tu “pedir” pra alguém “ficar” ou “voltar” [Wough… me retorço de nojo de pensar nisso…. sinto náuseas… sério! Senti MESMO uma sensação ruim no estômago, enquanto escrevia].

Tu vais pedir pra pessoa não te deixar “por favor”!? A pessoa vai te fazer UM FAVOR????
Tu te contenta com “favores”? A pessoa não precisa te amar, não precisa gostar de ti, não precisa sentir nada de bom por/contigo? Ela pode ficar “por pena” de ti?

Tu não quer que ela fique com outra pessoa porque senão ela vai “te magoar”?
Não é porque ela tem vontade de ficar com outro?
Se a criatura tem uma inclinação, ela TEM uma inclinação, meu caro. Tu não tem nada a ver com isso!
Tu impedí-la de fazer algo a contra-gosto dela só pq “tu não quer” é uma doença!

Que diferença faz se ela tem contato físico ou não com outra pessoa?
Quando “pensou”, ou seja, quando “sentiu”, já foi, meu caro. O resto é só consequência… consumado ou não, a sensação já surgiu. Tu não pode fazer nada (e nunca pode!!!) quanto a isto. A única coisa que tu pode fazer é manter-se interessante! E torcer para que teu grau de interessantismo seja maior do que o dos outros.

Eu prefiro que a pessoa vá la e gaste o seu desejo, se o tem, e depois esqueça a outra pessoa. Do que fique comigo pensando em outra.
Aí meu amigo Rolf me indaga: “-E se ela resolve ficar com a outra pessoa?”
Bom, aí ela fica. Resta-me o “lamento”.

As pessoas são livres. Eu só quero ao meu lado [e eu digo isto há mais de vinte anos] alguém que QUEIRA ESTAR AO MEU LADO. Do contrário, vás!
Não quero favores, não quero gente com pena de mim. Não quero gente fraca.

Quero gente que me ame. Que se encha de tesão por mim. Que me deseje…. que deseje estar ao meu lado divertindo-se comigo. Não importa se vamos fazer sexo ou não vamos, se vamos viajar, pintar paredes, andar de bicicleta, tomar chá juntos, conversarmos, exasperarmo-nos com a humanidade ou rirmos muuuuuuuuito…. Seja la o que for que resolvamos fazer juntos, que seja UNICAMENTE porque resolvemos isso. Desejamos isso. Escolhemos isso.

Claro que eu prefiro que tu só tenhas olhos pra mim. Claro! Mas enquanto não for possível pra ti assim, seja como for. Só não me deixe em segundo plano.
Isso eu não admito. Eu tenho que ser a prioridade. Porque é assim que eu trato minha cônjuge. Se, por ventura, eu tiver outras atrações, elas serão secundárias.
Confesso que no meu atual estágio de desenvolvimento e já tendo experienciado uma relação monogâmica por oito anos [unicamente porque não quis ter relações paralelas] sinto que o mais natural seria eu dedicar-me mais exclusivamente a alguém… não tenho mais necessidade de ‘fazer número’, nem curiosidades puerís…. algumas dezenas de relações por algumas dezenas de anos já me foram suficientes em termos de curiosidade. Sim o terreno das relações é infinito, mas não dá pra abraçar o mundo. Não tenho tempo, dinheiro e nem vontade disso tudo….. SE eu tenho uma relação com algúem que me satisfaça. E satisfazer-me é fácil! Basta não me impor nada e demonstrar que gosta de mim estando comigo de vez enquando…. mas estando de corpo e alma! O que tu fazes quando não está comigo é problema teu. E vice-versa.

É.. eu, facilmente, me apego a uma mulher segura e feliz. Seja tipo assim…. escorpianina, entende? Envolva-me, inunde-me, transborda-me… me encha de beijos, carinhos, sexo, convites e não me faça cobranças. Depois saia porta afora e não me diga onde vai. Só quero pensar no momento em que voltarás!!!

Eu sei que cedo ou tarde tod@s @s outr@s perderão a graça! Ou, eu perderei a graça. C’est la vie. Não sou dono das pessoas. Nem quero que alguém se ache dona de mim. Quero alguém que sinta que me atrai, que me encanta, que “me possui” porque EU quero estar assim possuído. E não tenha dúvida! Tu vais perceber se tu és essa pessoa ou não. Só te peço que entenda!

Mas assim… veja bem: Quando eu me interesso por alguém, eu faço isso… eu inundo a pessoa! Na maioria das vezes a pessoa não entende isso e foge! De fato, ela não estava preparada pra isso ou não estava afim disso… de fato, não era pra ser. Mas, se a pessoa “fecha” com isso, então ela vai receber isso e vai curtir isso! Foi assim que tive namoradas e esposa. Quando um dos dois enche o saco, termina. Só isso. Eu não vou ficar me “refreando” pra não te assustar. Basta não me tomares por outros. Os outros sufocam as pessoas pq não lhes dão liberdade. Eu te sufoco, mas só quando estás comigo. Assim, podes respirar por aí.
Sim, eu sufoquei as mulheres que fugiram…. foi um pouco sem querer, mas foi um pouco por querer… se tu agüenta é pq eu sou muito interessante pra ti…. senão agüenta, bem…. não perca tempo comigo, nem consuma o meu tempo!

Eu só vivo o presente! E eu vislumbro o futuro, meramente.

Anúncios

Tags: , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: